www.publico.ptpublico.pt - 18 jul 00:13

Marcelo assume falhas do poder público em Pedrógão e apela a uma "trégua eleitoral"

Marcelo assume falhas do poder público em Pedrógão e apela a uma "trégua eleitoral"

Numa declaração à SIC, o Presidente da República diz que todos aqueles que exercem poderes públicos devem reconhecer que “não foi possível garantir cabalmente” a segurança das populações.

O Presidente da República reconheceu numa declaração à SIC que o poder público falhou na tragédia de Pedrógão Grande, defendendo que todos aqueles que o exercem reconheçam essa falha.

“Todos os que assumimos, de uma forma ou de outra, poderes públicos, com humildade temos de reconhecer que aquilo que é uma das funções dos poderes públicos, de segurança das populações, não foi possível garantir cabalmente nestas circunstâncias”, afirma Marcelo Rebelo de Sousa.

Além disso, o Presidente aproveitou para lançar um apelo para que se faça uma “trégua eleitoral” até às eleições autárquicas, especialmente nas zonas que foram afectadas pelos incêndios.

“Lançaria daqui um apelo, uma sugestão que é um apelo, de uma trégua eleitoral e um pacto eleitoral naquelas áreas atingidas. Para que se esqueça a campanha eleitoral. Ou se não for possível esquecer a campanha eleitoral, que se não use na campanha eleitoral esta tragédia em nenhum título, directa ou indirectamente. E que estes meses até Outubro sejam vividos em conjugação de esforços”, exortou Marcelo.

1
1