www.jn.ptPaula Ferreira - 18 jul 00:01

Para que serve o SIRESP?

Para que serve o SIRESP?

Serve afinal para quê o SIRESP? Os incêndios voltaram em força no passado fim de semana e com eles as fragilidades do sistema. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, há exatamente um mês, em que 64 pessoas perderam a vida, é inconcebível que os erros se repitam. O SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança) voltou a falhar. No domingo, em Alijó, as chamas fizeram temer o pior. De uma aldeia, idosos e crianças foram retirados por precaução. E veio a denúncia pela boca do autarca local: "Estive duas horas sentado só a ouvir e apercebi-me que a comunicação falha constantemente". Enfim, mais uma vez, foram os sistemas de comunicação dos bombeiros e da GNR a colmatar as lacunas.

Perante isto, é caso para perguntar: para que serve o SIRESP? E também para concluir que o sistema nunca cumpriu cabalmente a sua função. A dimensão da tragédia de Pedrógão pôs a nu as debilidades de um sistema de comunicação, milionário nos seus custos, paupérrimo na sua eficácia. O SIRESP, pelo que se vai conhecendo, nunca deu uma resposta eficaz. Mas, como em muitas coisas, neste país foi-se deixando andar . Depois, uma série de fatores dramáticos expuseram diante dos nossos olhos dezenas de vítimas amortalhadas - numa estrada esquecida de um Portugal, que só existe na fatalidade dos incêndios.

Porque não funciona, afinal, o SIRESP? Talvez a resposta se encontre na decisão do Estado em delegar demasiadas competências e alienar muitas outras. As empresas privadas não têm por missão primeira proteger os interesses dos cidadãos, visam criar riqueza, realidades nem sempre compatíveis. Com a privatização da Portugal Telecom, o Governo de então entregava a uma empresa privada a sua rede de comunicações, com todos os riscos que tal medida acarreta. Bem pode António Costa dizer no Parlamento: "já fiz a minha escolha da companhia que utilizo" e essa, depreendemos, não é a Meo, do universo PT, propriedade da francesa Altice. Isso pouco ajuda. Pode o Governo exigir à Altice, proprietária da PT, que proteja os cabos de comunicações? Ou seja: em vez de repor os cabos aéreos destruídos pelo fogo, como está a acontecer no Pinhal Interior, os instale com maior segurança em condutas no solo?

A Altice não terá por missão garantir a segurança do país, mas se para ficar com a PT dera essa garantia, não resta ao Governo outra opção senão exigir que o faça.

* EDITORA-EXECUTIVA-ADJUNTA

1
1