www.jornaldenegocios.ptPatrícia Abreu - 16 jul 19:15

UBS ensina profissionais a vender a mulheres

UBS ensina profissionais a vender a mulheres

O mundo financeiro é maioritariamente dominado por homens. Mas, as mulheres estão a ganhar peso nesta área, com cada vez mais mulheres a assumirem as rédeas dos seus investimentos.

E o UBS não quer perder oportunidades. Por isso, está a ensinar os seus funcionários, quase todos do sexo masculino, a falar com mulheres ricas sobre o seu dinheiro. O treino de comunicação com potenciais clientes femininas faz parte de um programa desenvolvido pelo banco de investimento suíço e que tem como objectivo gerar "dezenas de milhões de milhões" de dólares com o aumento das receitas nos próximos cinco anos, um crescimento suportado pelo maior número de clientes femininas. Citada pelo site Financial News, Mara Harvey, directora-geral do UBS Wealth Management, explicou que na formação estão a ser dados "pontos de conversa muito pragmáticos" para melhorar as conversações com as clientes femininas. Assim, as conversas devem ser, por exemplo, focadas em objectivos de investimento e não em produtos. Uma preparação que pode render muito dinheiro ao UBS, mas que poderia ser desnecessária se não houvesse uma discrepância tão significativa entre homens e mulheres no mundo financeiro.

Jornalista 

E o UBS não quer perder oportunidades. Por isso, está a ensinar os seus funcionários, quase todos do sexo masculino, a falar com mulheres ricas sobre o seu dinheiro. O treino de comunicação com potenciais clientes femininas faz parte de um programa desenvolvido pelo banco de investimento suíço e que tem como objectivo gerar "dezenas de milhões de milhões" de dólares com o aumento das receitas nos próximos cinco anos, um crescimento suportado pelo maior número de clientes femininas. Citada pelo site Financial News, Mara Harvey, directora-geral do UBS Wealth Management, explicou que na formação estão a ser dados "pontos de conversa muito pragmáticos" para melhorar as conversações com as clientes femininas. Assim, as conversas devem ser, por exemplo, focadas em objectivos de investimento e não em produtos. Uma preparação que pode render muito dinheiro ao UBS, mas que poderia ser desnecessária se não houvesse uma discrepância tão significativa entre homens e mulheres no mundo financeiro.

Jornalista 

1
1